Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Servidores do Campus Caxias recebem imunização contra a gripe
Início do conteúdo da página Notícias

Servidores do Campus Caxias recebem imunização contra a gripe

Ação faz parte da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, do Ministério da Saúde.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 06/05/2019 15h21
  • última modificação 06/05/2019 15h21

Servidores e colaboradores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias participaram da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, promovida pelo Ministério da Saúde.  Profissionais da Vigilância Epidemiológica de Caxias compareceram ao campus, nos dias 29 e 30 abril, para realização da atividade. No total, 90 servidores foram imunizados.

Durcilene Gomes, profissional da Vigilância Sanitária, explica que a gripe diminui a imunidade da pessoa e pode levar a infecções virais. “É importante destacar que a pessoa que toma a vacina não fica gripada. Ao contrário, ela deixa a pessoa imune aos tipos de vírus mais comuns que circulam nesse período. Sobre a contaminação, ela pode acontecer, por exemplo, através do contato com outra pessoa que está doente, por isso é importante a vacinação”, frisou.

A professora Vanda Marinha faz parte do público-alvo da campanha. “Todos os anos tomo a dose da vacina, pois sei da sua importância”, ponderou.

 

A Campanha

A campanha segue até dia 31 de maio em todo o país. Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades (existência de duas ou mais doenças simultâneas na mesma pessoa) e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Esse grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página