Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA prorroga prazo de edital de apoio a ações de combate ao Aedes aegypti
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA prorroga prazo de edital de apoio a ações de combate ao Aedes aegypti

Campi poderão enviar seus projetos para submissão até o dia 16 de março.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 11/03/2016 17h02
  • última modificação 11/03/2016 17h02

Logo

Para dar continuidade à participação do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) nas ações de prevenção e combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, a Pró-Reitoria de Extensão e Relações Institucionais (PROEXT) prorrogou o prazo do Edital nº 04/2016, destinado a apoiar financeiramente a realização nos campi do Instituto iniciativas relacionadas ao Programa Zika Zero, do Governo Federal. As unidades do IFMA poderão enviar seus projetos para submissão até o dia 16 de março.

O Edital contempla recursos de até R$ 60 mil, destinados à realização de ações de reforço ao Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes e à Microcefalia. Para obter apoio, servidores do IFMA poderão apresentar propostas voltadas à realização de eventos científicos, de extensão, tecnológicos e/ou de inovação, tais como congressos, jornadas, conferências e ciclos de debates, ou ainda exposições, espetáculos, eventos esportivos, festivais e campanhas. A inscrição de propostas deve ser feita no Sistema Unificado da Administração Pública (SUAP).

As propostas serão analisadas pela Comissão de Avaliação de Programas e Projetos (CAPP/PROEXT), quanto ao mérito e ao apoio solicitado. Segundo o edital, as iniciativas selecionadas, limitadas a uma por campus, serão contempladas com o valor máximo de R$ 2 mil. No entanto, o apoio obtido pelo edital poderá ser usado para complementar outras fontes de recursos, oriundas de outros programas.

O edital dispõe que as ações devem enquadrar-se nas linhas de trabalho do Programa Zika Zero, a saber: mobilização e combate ao mosquito Aedes aegypti, com prestação de orientação à população e reforço do controle do vetor nas residências; ou desenvolvimento tecnológico, educação e pesquisa voltada ao diagnóstico do vírus e controle do mosquito com técnicas inovadoras.

Para maiores informações sobre o processo de seleção de propostas e novos prazos, clique aqui.

registrado em:
Assunto(s): Aedes aegypti , PROEXT , Zika Zero
Fim do conteúdo da página